Carboxiterapia tem eficiência comprovada pelos resultados

Carboxiterapia

Carboxiterapia tem eficiência comprovada pelos resultados

Carboxiterapia é o procedimento que infiltra subcutaneamente CO2 (gás carbônico) através de um equipo estéril conectado a uma agulha hipodérmica com fluxo, velocidades e pressão controlada.

Na verdade, a carboxiterapia é um dos grandes destaques em tratamentos estéticos, já que soluciona diferentes disfunções. É indicada para o tratamento de celulite, gordura localizada, flacidez de pele, rugas, linhas de expressão, olheiras, correções pós-cirurgias plásticas e estrias.

Sua eficiência está fundamentada em seus próprios resultados. O gás carbônico melhora a circulação celular e estimula a oxigenação os tecidos, tornando possível que o procedimento funcione.  Além disso, sua aplicação é bem variada. Quando aplicado no rosto, por exemplo, aumenta a produção de colágeno. Nas nádegas, reduz a celulite e combate a gordura localizada, destruindo as células adiposas.

Aplicação da técnica exige profissionais habilitados

Por se tratar de um procedimento invasivo, a carboxiterapia exige um profissional habilitado e que adote os devidos cuidados.  Há alguns aspectos importantes a serem considerados. O primeiro deles, é que o CO2 é um potente vasodilatador. Assim, o aumento de sua concentração fornece mais oxigênio para o tecido. Com a distensão tecidual provocada durante a infusão de gás carbônico, ocorre um aumento na produção de colágeno, estimulando a renovação tecidual.

A infiltração de CO2 na carboxiterapia não eleva a pressão arterial e não causa embolia. Apesar disso, é contra-indicada a pacientes sob anticoagulação, com severa insuficiência respiratória, insuficiência renal, insuficiência cardíaca congestiva ou ainda anemia severa.

A carboxiterapia exige em média 20 sessões nos tratamentos corporais, e cerca de 10 sessões nos tratamentos faciais. Para olheiras, são realizadas apenas cinco sessões (uma a cada semana). O tratamento é bastante eficaz, inclusive, para queda de cabelo, já que a aplicação de CO2 no couro cabeludo provoca dilatação dos vasos sanguíneos, aumentando a circulação sanguínea no local, reduzindo a queda e estimulando o crescimento onde ainda haja raízes.

Principais benefícios da carboxiterapia

  • Aumentar o fluxo sanguíneo local;
  • Favorecer a produção de fibras de colágeno, que sustentam a pele;
  • Aumentar o metabolismo local;
  • Melhorar o aspecto e diminuir o tamanho de cicatrizes;
  • Facilitar a cicatrização de feridas crônicas;
  • Favorecer a queima da gordura;
  • Desfazer os nódulos de celulite.

Quais os riscos da carboxiterapia

Os riscos desse tipo de procedimento são raros, no entanto, podem surgir alguns efeitos colaterais, sendo os principais:

  • Dor e inchaço no local da injeção;
  • Sensação de dormência ou de ardência na pele;
  • Pequenos hematomas na região da aplicação;
  • Devido à existência de alguns efeitos colaterais, o procedimento está contraindicado em casos de doença cardíaca ou pulmonar, alergia na pele, gravidez, herpes e obesidade.

Veja também:

HTM Pluria – Carboxiterapia

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Your email address will not be published. Required fields are marked *


{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}