Ecco’s Nano Contour Slim – 2000mg

Ecco’s Nano Contour Slim – 2000mg

R$ 134,90

O Ecco’s Nano Contour Slim é um suplemento alimentar em cápsulas, com a mais pura tecnologia internacional em suplementação alimentar. Age diretamente como auxiliar na redução de medidas, celulites e gordura localizadas.

Princípios ativos do composto:

  • DL-METIONINA – 105mg
  • L-CARNITINA – 100mg
  • L-ARGININA – 100mg
  • L-FENILALANINA – 262,5mg
  • L-CISTEINA – 42mg
  • L-GLUTAMINA – 50mg
  • L-TRIPTOFANO – 42mg
  • QUITOSANA – 100mg
  • PICOLANTO DE CROMO – 100mg
  • L-ISOLEUCINA – 210mg
  • L-LEUCINA – 409mg
  • L-VALINA – 273mg
  • ESPIRULINA – 31,5mg
  • GELATINA HIDROLISADA – 100mg
  • CAFEINA – 75mg
REF: eccos-nano-contour-slim Marca:


  • Descrição
  • Informação adicional
  • Avaliações (0)

Descrição

Ecco’s Nano Contour Slim – 2000mg

O Ecco’s Nano Contour Slim é um suplemento alimentar em cápsulas, com a mais pura tecnologia internacional em suplementação alimentar. Age diretamente como auxiliar na redução de medidas, celulites e gordura localizadas.

Conheça os princípios ativos que atuam neste produto:

METIONINA

Dentro do que se preconiza em uma dieta saudável, temos nos aminoácidos, importantes componentes. Além de suas funções em nível celular, basicamente reconstruindo tecidos, eles ainda auxiliam em outros processos fisiológicos para o emagrecimento.

Um destes casos, é o da METIONINA. Um aminoácido essencial de grande valia para a melhoria da saúde. Pelo fato de a metionina ser um aminoácido essencial (que não é produzido pelo organismo), ela precisa ser ingerida através da dieta. Basicamente, a metionina é um aminoácido essencial, que tem diversas funções fisiológicas. Como é natural em qualquer aminoácido, ela participa dos processos de regeneração celular. Porém, é importante entender que sua principal função não está ligada ao anabolismo ou a síntese proteica propriamente dita. A metionina tem um ponto fundamental em sua composição: o enxofre. O fato de a metionina ter enxofre, faz com que ela desempenhe funções primordiais para a boa saúde.

Uma das principais funções da metionina no organismo, é justamente o fornecimento de bons níveis de enxofre para o organismo. Isso faz com que todo o metabolismo seja melhorado e tenhamos, de maneira mais direta, uma melhora nos níveis de antioxidantes. Isso, pelo fato de que o enxofre, presente na metionina, é uma substância necessária para que tenhamos a produção da glutationa. A glutationa é um dos principais antioxidantes de nosso organismo. Com isso, uma das principais funções da metionina, é ser uma precursora da glutationa. Salientando que isso acontece devido aos níveis de enxofre presentes no aminoácido.

Desta maneira, a metionina é um aminoácido essencial, que tem como função, a melhoria dos processos antioxidantes no organismo. Porém, esta é a principal, mas não a única função da metionina As demais funções da metionina também são de grande importância para a melhoria da saúde em geral. Veja algumas das principais funções da metionina!

1- Produção de cisteína e taurina

Pelo mesmo motivo que a metionina auxilia na produção de glutationa, ela auxilia também na produção de cisteína e taurina. Estes dois, são aminoácidos que tem como principal função, otimizar a eliminação de toxinas do organismo. Então, em conjunto com a glutationa, que é um antioxidante natural, estes dois aminoácidos ajudam a melhorar o processo de eliminação de toxinas do organismo.

Isso melhora não apenas a imunidade, como todas as funções fisiológicas. Além disso,estes dois aminoácidos ainda ajudam a melhorar a saúde cardiovascular e a regenerar
tecidos, tornando-os mais saudáveis.

2- Auxílio na função hepática

Outra importante função da metionina, é que ela auxilia o fígado na digestão das gorduras. Isso tem, em termos metabólicos, uma importância gigantesca. Com ingestões adequadas de metionina e uma dieta balanceada, fazemos com que o fígado não seja sobrecarregado através dos processos de digestão das gorduras. Com isso, melhoramos a função hepática.

3- Auxilio na produção de Creatina

A creatina tem uma importante função, não apenas como fonte de energia rápida, como também, de otimização dos mecanismos de contração muscular. Além disso, auxilia no processo de produção da creatina, fazendo com que os níveis de creatina nos músculos e na circulação, sejam aumentados de maneira considerável com a sua ingestão correta.

L-CARNITINA

A L-CARNITINA é uma substância natural, produzida em pequenas quantidades pelo fígado e rins, e armazenada nos músculos. Sua principal função é ajudar o corpo a
transformar gordura em energia. na prática, é ela quem realiza o transporte dos derivados da gordura para dentro das mitocôndria, onde eles serão oxidados e
transformados em energia. A L-Carnitina para ser sintetizada pelo nosso organismo, é necessário dois aminoácidos essenciais: a lisina e a metionina, ainda com ação em conjunto da niacina, do ferro e das vitaminas B e C .

Você irá encontrar a L-Carnitina presente em várias composições de suplementos termogênicos e emagrecedores. Isso se deve a sua forma de ação no organismo, que tem participação fundamental no metabolismo das gorduras, fazendo o transporte dos ácidos graxos para as mitocôndrias, essas que por sua vez, são as principais responsáveis por gerar energia.

  • Resumindo de forma clara, a L-Carnitina serve para que a gordura, além do carboidrato em excesso, acabem sendo utilizadas como fonte de energia, consequentemente, promovendo a perda de gordura e emagrecimento.
  • Outro motivo da procura por esse emagrecedor, é que ele promove um estimulo secundário na produção de energia também, relacionado as nossas reservas de glicogênio muscular, resultando em um aumento da resistência muscular durante as sessões de treino de força (musculação).
  • A L-Carnitina também apresentou resultado promissores na elevação da produção de No2 (óxido nítrico), o gás No2 promove o aumento de fluxo sanguíneo através da vasodilatação. Esse aumento será responsável por maior oxigenação dosangue e envio de nutrientes para as células musculares, acarretando na regeneração das fibras depois dos treinos, resultando com isso, o ganho de massa muscular.

Veja algumas das principais Benefícios da L-Carnitina:

  1. Aumento do rendimento e disposição nos treinos Quando utilizada por atletas, contribui para o aumenta o rendimento físico, tem efeito estimulante, proporciona a queima de gordura, e ajuda no fortalecimento do sistema imunológico.
  2. Melhora a atividade mental. Como estimulante, atua também no desenvolvimento das faculdades mentais, além de retardar o envelhecimento das células do cérebro, promovendo a melhora da memoria e capacidade de concentração e aprendizagem.
  3. Diminui o colesterol ruim prevenindo AVC e doenças cardíacas A Carnitina ajuda regular os níveis de triglicerídeos, baixando o colesterol ruim e aumentando o HDL (colesterol bom). Evitando assim, várias doenças como AVC, infartos entre outras. Ainda é necessário mais estudos para comprovar esse benefício.
  4. Bom funcionamento do figado Além de reduzir problemas de “figado gordo”, a L-Carnitina aumenta síntese proteica, melhorando o funcionamento hepático. Se aliada a uma alimentação saudável e equilibrada, esse nutriente pode ajudar ainda em mais 6 aspectos.
  5. Ter mais energia, pelo fato da gordura ser mais energética que os carboidratos e proteínas;
  6. Ganho de massa muscular, diretamente e indiretamente, como explicaremos ao longo do artigo;
  7. Maior resistência cardiovascular devido à eficácia energética das gorduras. Quando o corpo aprende a queimar a gordura, ele terá uma fonte quase inesgotável para esforços de longa duração;
  8. Ação antioxidante combatendo os radicais livres, prevenindo o envelhecimento precoce e fortalecendo o sistema imunológico; 9. Ossos mais fortes, pois ajuda a promover o aumento da osteocalcina, indicador positivo para a inibição da perda de massa óssea.
  9. Grande aliada do cérebro, já que é capaz de estimular as funções cerebrais e ainda protegê-lo dos danos causados pelo envelhecimento.

L-Carnitina emagrece mesmo?

Sim, a L-carnitina emagrece! Ela consegue gerar maior quantidade de energia para os músculos e assim melhorar o desempenho nos treinos. Essa energia é retirada das células de gordura.Com a ajuda desse nutriente a células adiposas de cadeia longa são oxidadas e só assim conseguem atravessar a membrana e chegar na mitocôndria (organela vital para a produção de energia celular), onde finalmente, serão metabolizadas e transformadas em energia para ser consumida pelos músculos e pelo coração.

ARGININA

A quantidade de aminoácidos que precisamos, para que nosso corpo funcione da forma correta, é bastante considerável. Alguns mais importantes, outros menos. Mas o que é certo, é que em nossa dieta é fundamental buscar o máximo possível de ingestão de aminoácidos de boa qualidade. Um deles, é a ARGININA.

A Arginina tem importantes funções, dentro de nosso metabolismo e otimiza uma série de reações, que auxiliam no processo de anabolismo. Em resumo, podemos ver que a arginina tem atuação importantíssima para a síntese proteica no organismo. Portanto é um grande agente no ganho de massa magra e perda de gordura, pois esta acaba tendo seu armazenamento limitado. Tudo isso devido à melhora da retenção de nitrogênio. Então, esse suplemento trabalha no desenvolvimento da massa magra em detrimento da gorda, através da chamada síntese de óxido-nítrico.

Porém, estas não são as únicas funções da l-arginina. A arginina tem outras importantes funções, além de estimular a retenção e nitrogênio e otimização na síntese de óxido-nítrico. Uma das mais importantes funções da L-Arginina é estimular diretamente a produção do hormônio do crescimento (GH). Como sabemos, o GH é muito importante, não apenas para a hipertrofia, mas também para o emagrecimento e queima de gordura em geral.

Outros hormônios que tem sua síntese melhorada com a utilização de L-Arginina, são a insulina e glucagon. A insulina é um dos principais hormônios anabólicos do
organismo, facilitando a entrada da glicose nas células, fornecendo o aporte energético que estas precisam para desempenharem suas funções. Outro ponto importante, no que se refere a função da L-Arginina, é a melhoria na produção de força e potência muscular. A arginina é um dos intermediários nas sínteses do fosfato e da creatina. Com isso, com a devida suplementação, você pode ter uma melhora no rendimento.

Grandes Benefícios da Arginina

  1. Melhora da circulação sanguínea e sistema cardíaco: Pelo fato de a L-arginina estar diretamente ligada a função do nitrogênio, ela irá
    sim impactar na melhora da circulação, tornando os vasos mais maleáveis e facilitando todo o ciclo cardíaco. Isso também, devido a suas possibilidades de atuação sobre o óxido nítrico, que irá impactar diretamente na vasodilatação. Por isso, a L-arginina é muito importante para a melhora da circulação. Isso, influencia diretamente na qualidade de vida e nos resultados de seu treino.
  2. Atuação contra inflamação, infecção e diminuição da dor Outro grande benefício da arginina está na sua atuação anti-inflamatória, inclusive já testada na recuperação de inflamações na bexiga, por exemplo. Depois existe a ajuda na cicatrização, como já previsto, principalmente quando ficamos conhecendo sua função na recuperação das fibras musculares. Pesquisas mostraram um benefício relevante na cicatrização dos tecidos logo após procedimentos cirúrgicos. E a sensação de dor acaba diminuindo também em consequência da sua atuação nas células. Para o desempenho do atleta é muito bom, pois a dor é diminuída conforme os músculos se recuperam, já que um efeito é consequência do outro.
  3. Benefícios para a perda de peso e hipertrofia De forma geral, a l-arginina atua diretamente na melhora da circulação, correto? Desta forma, ela vai fazer com que mais nutrientes cheguem as células. Caso o treino seja bem realizado e a dieta esteja adequada, a arginina ajuda, de uma forma indireta, na regeneração celular e na melhora da supercompensação. Desta maneira, seja para o emagrecimento, seja para a hipertrofia, a arginina é uma coadjuvante importante para a melhor obtenção de resultados.
    Além disso, com a maior ingestão de arginina, temos mais nitrogênio circulante. O balanço de nitrogênio, que de forma simplória está ligado a maior retenção e
    utilização de proteínas, é fundamental para quem busca melhores resultados em seus treinos.
  4. Melhora na função hormonal A Arginina tem outra importante função: ela auxilia na melhora da secreção de determinados hormônios, que tem importante função lipolítica e anabólica. O principal deles, é o hormônio do crescimento, o GH. Outro ponto importante da arginina, é que ela atua diretamente na melhora da secreção e utilização da insulina. Desta maneira, as células absorvem de maneira mais eficiente os nutrientes, principalmente a glicose. Isso faz com que o corpo se recupere
    mais rápido e tenha um ganho mais constante em termos de hipertrofia. Estas são algumas das principais vantagens da arginina. Este suplemento, não irá atuar diretamente na construção muscular, como acontece com alguns suplementos proteicos.

O Ecco’s Nano Countour Slim é um suplemento alimentar em cápsulas, com a mais pura tecnologia internacional em suplementação alimentar. Age diretamente como auxiliar na redução de medidas, celulites e gordura localizadas.FENILALANINA

A L-Fenilalanina é a substância natural derivada da proteína. Ela é encontrada em produtos que estamos acostumados a ingerir e é utilizada para tratar diversas doenças, como mal de parkinson e depressão. Seus níveis de aceitação pelo corpo já foram testados, comprovados e compreendidos pelos médicos e especialistas. Seus principais benefícios para o emagrecimento são:

  • Perda de Apetite
    O primeiro benefício sentido no uso da fenilalanina é a perda de apetite. Isso porque ela age diretamente no cérebro, que por sua vez, envia um sinal ao corpo de satisfação. Pessoas com excesso de compulsão alimentar são as mais beneficiadas com o uso constante da substância, pois ela ajuda a diminuir a fome e mantém o apetite saciado por muito mais tempo.
  • Aceleração do Metabolismo
    Não é só na questão da fome que a substância age otimizando a perda de peso. A fenilalanina ainda promove uma aceleração do metabolismo, ajudando na queima
    de gorduras e otimizando os treinos de forma geral. Ambos os benefícios combinados trazem uma perda calórica mais rápida. É por esse motivo que vemos alguns suplementos que se baseiam na fenilalanina como principal ingrediente para um emagrecimento potencializado. Obviamente, uma dieta regrada e exercícios serão fundamentais para que ela surta o efeito esperado.

GLUTAMINA

A Glutamina se classifica na categoria dos aminoácidos não-essenciais, ou seja, aminoácidos que são produzidos pelo corpo a partir de determinado metabolismo. A Glutamina é sintetizada a partir do ácido glutâmico, valina e isoleucina, no caso desses dois últimos aminoácidos essenciais citados, chegamos à conclusão que os BCAA’s são as maiores fontes para síntese da Glutamina. É um dos mais aminoácidos mais abundantes no nosso corpo.

Ela é sintetizada a partir do código genético sendo assim, é classificada como não essencial. A glutamina possui diversas funções importantes como, por exemplo, ser fonte de energia para o sistema imune e participar de forma direta e ativa no crescimento muscular através da estimulação da síntese de proteínas. Apesar da Glutamina ser classificada pela literatura científica como um aminoácido não essencial, não quer dizer que ela não seja essencial para nosso organismo, pelo contrário, ela realiza funções vitais para o bom funcionamento dediversos órgãos como pulmões, coração, rim, fígado e intestino. Representando 20% do total de aminoácidos livres no plasma.

Nosso organismo também utiliza a Glutamina para o transporte de amônia e nitrogênio pela corrente sanguínea, e é por esse motivo que é necessário manter sempre constante a quantidade de Glutamina no sangue. Além de ser também uma fonte primária de energia para o nosso sistema imunológico, concluindo que sua escassez no organismo pode aumentar a incidência de doenças. Ela também é necessária para a absorção e a proliferação de células intestinais, prevenindo a deterioração do intestino, além de normalizar a
permeabilidade e integridade do mesmo.

O que a glutamina faz?

A glutamina é o aminoácido mais abundante no nosso corpo e é sintetizada a partir das necessidades do organismo. Esse aminoácido corresponde a 20% do total de aminoácidos e essa quantidade é 2 vezes maior que a alanina. Ela é desenvolvida a partir de 3 substâncias: ácido glutâmico (o grupo amida), valina e isoleucina. Para ser metabolizada, duas enzimas são necessárias sendo uma delas a glutamina sintase, fazendo a interação do glutamato com a amônia e a outra, é a glutaminase. A síntese da glutamina ocorre, em primeiro lugar e principalmente, nos músculos, mas também está presente em outros locais como fígado e cérebro.

Principais funções e benefícios da glutamina:

A glutamina é tão importante para o bom funcionamento do corpo que diversos nutricionista não a consideram como não essencial. Ela participa de forma relevante na síntese de outros aminoácidos e ajuda a manter a homeostase dos tecidos durante o processo de catabolismo. Outras funções importantes inerentes à glutamina é o fato dela conseguir liberar quantidades extras de hormônios na corrente sanguínea, como a testosterona, por exemplo.

A glutamina também possui importante papel na produção de glicose. Devido ao fato de ter 2 grupos amina ela é ideal para a formação de outros aminoácidos. A glutamina presente no músculo doa um radical amina para o ácido pirúvico. A partir daí um aminoácido chamado alanina será formado, transportado para o fígado, onde será metabolizado produzindo glicose. Sendo assim, a glutamina é de vital importância para a produção de energia por parte do organismo. Manter um pH sanguíneo adequado, ou seja, dentro da faixa de 7.35 a 7.45 é de vital importância. Para que todos os nossos órgãos possam funcionar da maneira correta é necessário que haja um pH ótimo. A glutamina também ajuda a manter esses valores ideais. Se há um excesso de H+ no corpo, podendo gerar acidose, esse elemento junta-se ao grupo amina da glutamina e pode ser excretado pela urina evitando possíveis problemas na homeostase.

Outras funções da glutamina:

  • Manutenção do sistema imune;
  • Regula a síntese e degradação das proteínas;
  • Remove o excesso de amônia e nitrogênio do corpo;
  • Controla os processos de catabolismo e anabolismo;

TRIPTOFANO

Ela é um tipo de aminoácido essencial, ou seja, só conseguimos obter doses satisfatórias de alimentos ricos em triptofano através da dieta Uma das mais importantes funções fisiológicas do triptofano, é auxiliar na produção da serotonina, junto com a vitamina B3 (niacina) e o magnésio. Como você já deve ter ouvido falar, a serotonina, é um neurotransmissor de extrema importância para o cérebro e o nosso bem-estar em geral. Ela ajuda no controle do sono e também ajuda a liberar substâncias que controlam o nosso humor. Por isso, o triptofano é conhecido como o aminoácido fundamental para evitar a depressão!

O triptofano é um aminoácido. Com isso, ele participa em funções de construção no organismo. Quando ingerido, ele age diretamente no sistema nervoso central. Sua função mais básica e primordial, é auxiliar a síntese de serotonina. Mas esta não é sua única função. Não poderia ser diferente, afinal, a grande parte dos aminoácidos essenciais desempenham no organismo, diversas funções!

Além de ser um aminoácido fundamental para a melhora da secreção de seratonina, o triptofano também tem funções primordiais para o desenvolvimento humano. Ele auxilia fortemente no crescimento e melhora consideravelmente a síntese proteica. Desta forma, como ele age diretamente sobre a secreção de seratonina, ele também tem relação com a melhoria do comportamento alimentar, redução da fadiga e do sono e estímulo a produção de insulina e a produção de GH (hormônio do crescimento).

Benefícios do triptofano

  1. Melhora a qualidade do sono – Como esse aminoácido é um precursor da serotonina, neurotransmissor que atua na regulação do sono, esse não poderia deixar de ser um dos muitos benefícios que o triptofano oferece. Também temos a melatonina, também sintetizada a partir do triptofano. Quem secreta esse hormônio é a glândula pineal, responsável pelo ciclo de sono e vigília, entre outras funções. O sono é de extrema importância para quem pratica exercícios físicos, especialmente a musculação. É durante o sono que as fibras musculares que foram lesionadas durante o treino, se recuperam. Além disso, já está comprovado que quem não dorme bem costuma consumir alimentos que fazem mal à saúde como os doces. É aquele básico “assalto à geladeira”, que muitos acabam fazendo nas madrugadas.
  2. Reduz o estresse – O triptofano ajuda a controlar a secreção de hormônios que favorecem ao estresse. Por exemplo, a adrenalina é uma substância que acaba provocando
    mudanças no ritmo cardíaco e acelerando o coração. Isso é extremamente perigoso para quem é cardiopata ou tem hipertensão arterial. O cortisol é outro hormônio que é liberado em momentos de estresse e pode levar à morte os indivíduos cardiopatas.
  3. Previne e auxilia no tratamento da depressão – Muitos exames mostram que níveis baixos de triptofano estão associados a indivíduos depressivos. Várias medicações psiquiátricas para o tratamento dessa doença são fabricadas à base de triptofano. O que elas fazem é inibir os canais de serotonina, ou seja, em vez dela entrar nos neurônios, a substância fica circulando na fenda sináptica, ofertando uma sensação de tranquilidade e melhorando o humor.
  4. Melhora consideravelmente os mecanismos anabólicos – Além das vantagens citadas acima, que estão diretamente relacionadas com os ganhos de massa muscular.  Como ele age diretamente no sono e na fadiga, temos uma melhora da regeneração muscular com a ingestão de triptofano em doses ideais. Além disso, por ser um aminoácido, ele melhora consideravelmente a síntese proteica, dando a ela, mais eficiência.

QUITOSANA

A Quitosana, também conhecida como quitosano é um polissacarídeo, ou seja, um carboidrato, extraído do exoesqueleto de crustáceos através de um procedimento de alcalinização que usa temperaturas bastante elevadas. A quitosana é também conhecida como “esponja”, porque sua função é absorver as gorduras para que possam ser eliminadas nas fezes, antes mesmo que possam ser absorvidas pelo organismo.

Ela não só é utilizada para emagrecer, mas também para eliminar proteínas que causam alergias de alimentos. Ela também é usada no controle de drogas e ainda é usada como redutora natural de LDL. Ele também possui um alto efeito na remoção de gorduras, ajudando na perda de peso de duas formas: não permite que o lipídio seja absorvido pelo corpo fazendo com que ele seja eliminado através das fezes ou impede, durante certo tempo, a ação das lipases que degradam as gorduras impedindo a utilização desse nutriente pelo organismo.

Para que serve a Quitosana?

Ela não tem sido utilizada somente para quem quer perder peso, mas também para tratar água mineral, produzir alguns tipos de cosméticos e até mesmo para produzir biomateriais, já que possui uma membrana favorável a vários tipos de testes relacionados à osmose. Alguns projetos já foram criados inclusive para despoluir rios e lagos a partir da absorção de metais pesados pela quitosana.

A quitosana também vem sendo utilizada como conservante natural, já tendo estendido em mais de 50% a vida de algumas frutas. Já no nosso organismo, a quitosana tem a função de criar uma espécie de gel absorvente de gorduras. Essa massa acaba sendo encaminhada para o bolo fecal, sem que seja aproveitada pelo organismo.

Como funciona a Quitosana

A Quitosana favorece à complexação de lipídios que é o aumento do volume da gordura em até 8 vezes o seu peso através do agrupamento de várias moléculas dessa substância. Dessa forma fica impossível o organismo conseguir degradá-la para utilizá-la como fonte de energia e assim ela vai ser eliminada do corpo pelas fezes. Uma comparação bastante visual e que vai te fazer entender o funcionamento da Quitosana facilmente é pensar nela como uma esponja.

Enquanto a esponja absorve toda a água para si, a Quitosana absorve toda a gordura se transformando num tipo de gel já no estômago que impede que ela seja absorvida. Depois que a Quitosana promove um tipo de encapsulamento da gordura, ela vai para o intestino. Quando chega neste ambiente encontra um pH alcalino, ou seja, básico, o que transforma o gel de gordura em uma substância sólida recrutando ainda mais moléculas de gordura que não tinham sido absorvidas antes. Uma dica para melhorar o desempenho dessa substância é ingerir muita água.

Todo alimento de ingerimos precisa ser degradado e isso é feito pelo nosso organismo utilizando a energia do próprio alimento consumido, ou seja, as calorias. Mas, a Quitosana possui uma quantidade bastante reduzida de calorias e assim, o corpo precisa utilizar sua energia armazenada para metabolizar a substância e se ficar algum tipo de gordura no ambiente a Quitosana não permite que ela seja absorvida.

Outros efeitos da Quitosana

Outros benefícios que a Quitosana oferece é a sensação de saciedade por mais tempo, já que é um tipo de fibra e assim, você sente menos fome e come menos durante o dia. Outra vantagem, mesmo que mínima, é o fato de ser um acelerador de metabolismo. Isso faz o seu corpo trabalhar em uma maior velocidade e queimar calorias de forma mais rápida.

Quais são os benefícios da quitosana? 

Um dos benefícios da quitosana é o de absorver metais pesados. No caso de algum tipo de intoxicação, uma alternativa é iniciar um tratamento à base de quitosana, embora isso ainda não seja comprovado. Outro benefício da quitosana é o poder de cura de queimaduras. A grande maioria dos acidentes acontece dentro de casa, e impossibilita as pessoas de seguirem com suas atividades normais por um bom tempo.

Recentemente, a USP iniciou uma série de testes com pacientes usando uma membrana feita de quitosana. Constatou-se que essa membrana tem o poder de regeneração mais rápido do que se esperava. Além disso, as células eram proliferadas de uma maneira bem mais rápida. A vantagem em se utilizar esse tratamento é que além de ser um material leve, não é tóxico e é biodegradável. A quitosana vai bem além de ajudar a perder peso. Recentes descobertas da ciência mostram que essa substância pode ser muito mais útil do que pensávamos.

Outra aplicabilidade da quitosana tem sido usada em clínicas médicas. A quitosana é injetada através de uma seringa com o objetivo de estancar sangramentos. Ela foi utilizada poucas vezes com esse propósito, mas já salvou algumas vidas. Além disso, a quitosana ajuda a perder peso, diminui o LDL no organismo, aumenta o HDL e fornece alguns nutrientes essenciais para o bom funcionamento do metabolismo.

PICOLINATO DE CROMO

O Picolinato de Cromo, um tipo de mineral essencial, que pode ser encontrado em pequena quantidade em muitos alimentos, tem auxiliado no emagrecimento e na manutenção do peso. Esse mineral atua na diminuição da gordura corporal e no aumento de massa magra no corpo. A atuação do cromo no organismo pode ser visto no aumento da
sensibilidade da insulina, principalmente para pessoas que consomem muitos alimentos ricos em glicose, o que poderia causar uma diminuição ou aumento da produção de insulina no organismo. Tal efeito proporciona um acúmulo de gordura, principalmente no abdômen. A partir da melhora da sensibilidade da insulina no organismo, o aumento de saciedade, com diminuição do apetite, também pode ser visto, o que auxilia ainda mais na perda de peso e gordura.

Benefícios e efeitos

  1. Outro beneficio que a suplementação com cromo tem sido visto por pesquisadores, além do trabalho junto à insulina, é inibição da síntese de uma enzima produzida no fígado, diminuindo, consequentemente, a quantidade de colesterol no sangue.
  2. Em relação ao sistema metabólico do organismo, o picolinato de cromo atua, como cofator e unido a outros minerais, na captação da glicose por tecidos, diminuindo sua concentração no sangue e abaixando, também, a possibilidade dessa virar reserva energética corporal.
  3. Sua atuação é no consumo de carboidratos, principalmente nos carboidratos simples, como massas, doces, entre outros, que já chega ao organismo com alto teor de glicose pronto a ser usado como energia.
  4. A manutenção da tolerância do corpo em relação à glicose pode ser feita no propósito de diminuir a produção de gordura corporal ou excluindo a possibilidade de ocasionar desequilíbrio do pâncreas, o qual poderia causar várias doenças metabólicas como a diabetes, através de consumo de alimentos com cromo em sua  composição. Contudo, foi possível observar em estudos que o consumo exagerado de carboidratos causa uma grande quantidade de glicose no sangue, o qual faz com que o
    pâncreas secrete muita insulina, incitando, também, a liberação do cromo no organismo. Uma vez no sangue, o cromo não é reabsorvido pelos órgãos, sendo excretado
    pela urina. Sendo assim, por mais que o cromo auxilie na diminuição de formação de reservas corporais, o consumo exagerado de glicose, na forma de carboidratos simples, pode ocasionar o desperdício e, até mesmo, a deficiência nesse mineral.

ESPIRULINA

Embora ela seja conhecida como uma alga verde-azulada, a Spirulina na verdade é uma cianobactéria. Trata-se de uma bactéria fotossintetizante, que vive em lagos e rios de pH elevado, extremamente nutritiva (podendo ser consumida pelos seres humanos e outros animais).

Os astecas já a utilizavam como alimento e, com a NASA sugerindo seu cultivo e consumo aos astronautas em missões espaciais de longa duração, a Spirulina voltou a
se popularizar. As variedades mais comercializadas de Spirulina são a Arthrospira platensis, a mais amplamente distribuída, sendo encontrada na África, Ásia e América do Sul, e
a Arthrospira maxima, na América Central.

Para que serve a Spirulina?

A Spirulina é um alimento completo, rica em vários nutrientes, que pode ser utilizado como suplemento dietético (inclusive para evitar a desnutrição). A Spirulina também serve de fonte alternativa de proteína (ela tem teor proteico maior do que a própria carne vermelha), o que ajuda a complementar a dieta dos vegetarianos.

Benefícios da Spirulina para a saúde e boa forma

  1.  A Spirulina ajuda a emagrecer – A deficiência de nutrientes em geral estimula uma maior ingestão de alimentos, como uma tentativa do nosso corpo se abastecer daquilo que está faltando. Por si só, este já é um forte motivo para você passar a consumir a Spirulina e com isso evitar o ganho de peso (ela supre uma boa parte das nossas necessidades nutricionais diárias e sem acrescentar quantidades significativas de calorias para isso.) Os benefícios da Spirulina em prol do emagrecimento também são proporcionados pelo seu grande conteúdo de proteínas, cuja digestão é lenta o que faz você se sentir mais saciado, reduzindo o apetite.
  2. Boa para os músculos – O alto teor de proteínas também faz da Spirulina um aliado daqueles que desejam ganhar massa magra, já que este é um macronutriente fundamental para a construção e a reparação do tecido muscular. Além disso, a cianobactéria apresenta compostos com atividade antioxidante (compostos fenólicos, tocoferóis, betacaroteno, ficocianina etc), o que parece conter a fadiga muscular (os danos oxidativos induzidos pelos exercícios são um dos principais fatores para a ocorrência da mesma). De acordo com dois estudos, a Spirulina ajuda a aumentar a resistência, isto é, ela aumenta o intervalo de tempo que as pessoas levam para se sentirem fatigadas. Já outra pesquisa, feita com atletas universitários, relata que a suplementação com a cianobactéria aumenta a força muscular, mas não afeta a resistência.
  3. Ajuda a combater o câncer – Como vimos, a Spirulina é uma boa fonte de antioxidantes e por isso seu consumo confere uma proteção contra danos oxidativos (que podem levar a uma inflamação crônica e com isso ajudar na geração de câncer ou outros tipos de doenças). A ficocianina é o composto responsável pela coloração verde-azulada da bactéria e o seu principal ativo: a molécula apresenta atividade antioxidante e inibe a produção de moléculas envolvidas no processo inflamatório. Além disso, algumas pesquisas também sugerem que a Spirulina ajuda a combater especialmente o câncer de boca. Na Índia, um estudo avaliou os efeitos da Spirulina em 87 pessoas que apresentavam lesões pré-cancerosas na boca. 45% dos participantes do grupo da Spirulina, que consumiram 1 g/dia da mesma durante o período de um ano, apresentaram uma regressão completa dessas lesões (ao passo que no grupo controle essa taxa foi de apenas 7%). Em outra pesquisa, 40 pacientes com esse mesmo tipo de lesão e consumindo a mesma dose de Spirulina (1 g/dia) experimentaram uma melhoria dos sintomas (mais do que com a droga Pentoxifilina).
  4. Ajuda a combater doenças cardiovasculares – A ingestão de Spirulina minimiza importantes fatores de risco associadas a aterosclerose (como o excesso de colesterol e a pressão alta), que por sua vez contribui para a ocorrência de doenças cardiovasculares como o infarto e o derrame. Em uma pesquisa publicada no “The Journal of  Nutritional Science and Vitaminology”, coelhos foram tratados com um dieta rica em colesterol (contendo 0,5% do mesmo) por 4 semanas. Na sequência, os animais receberam essa dieta rica em colesterol acompanhada ou de 1% ou de 5% de Spirulina, por um período adicional de 8 semanas. Os resultados mostraram que, após as 8 semanas, os níveis de colesterol ruim (LDL) reduziram em 26% nos coelhos que consumiram a dieta com 1% de Spirulina e em 41% naqueles da dieta com 5% da  cianobactéria. Ainda foi observada uma diminuição dos níveis de colesterol total e triglicérides. Outro estudo, feito pelo Departamento de Bioquímica do México, revelou que a ingestão diária de 4,5 g de Spirulina, ao longo de 6 semanas e sem mudanças na dieta, ajuda a regular a pressão arterial em homens e mulheres na faixa de 18 e 65
    anos.
  5. Ajuda a controlar a glicemia – Pesquisas em animais têm mostrado que a Spirulina pode diminuir de forma considerável o nível de açúcar no sangue. E, em algumas  situações, a cianobactéria foi até mais eficaz do que drogas contra a diabetes (como a metformina). Em um estudo realizado em humanos, que contou com a participação de 25 pacientes portadores de diabetes do tipo 2, a ingestão de 2 g de Spirulina também ajudou a reduzir a glicemia.
  6. Ajuda a combater a anemia – A redução de hemoglobina ou de hemácias provoca anemia, uma doença caracterizada por sintomas de fadiga e fraqueza. Uma pesquisa realizada com idosos com histórico de anemia mostrou que a suplementação de Spirulina, além de melhorar a função imunológica, elevou a quantidade de hemoglobina.
    A anemia por deficiência de ferro é um problema muito comum nas mulheres devido à perda de sangue durante a menstruação. Autores do “Spirulina in Human Nutrition and Health” relataram que a suplementação de Spirulina em mulheres jovens, durante o período de um mês, também aumentou o teor de hemoglobina (entre 7 e 12%, dependendo de como a cianobactéria foi administrada).
  7. Ajuda o sistema imunológico – Os benefícios da Spirulina para o fortalecimento do sistema imune vêm se consagrando cada vez mais, como mostra uma pesquisa feito Departamento de Agricultura em Taiwan. No estudo, antes de transferir camarões brancos à água do mar de pH 6,8, os pesquisadores deixaram os mesmos expostos à água  do mar que também continha um extrato de água quente com Spirulina. Vale destacar que os animais do grupo controle não entraram em contato com a cianobactéria. Os resultados revelaram que oscamarões que receberam a “dose” de Spirulina se recuperam mais rapidamente do pH elevado da água do mar. Já a pesquisa publicada no “Journal of Applied Phycology” dividiu 11 portadores de HIV, que nunca utilizaram antirretrovirais, em 3 grupos: um que fez o consumo diário de 5 g de algas marrons, grupo dos que ingeriram 5 g de Spirulina e outro que recebeu uma combinação das algas com as cianobactérias. Após 3 meses de estudo, foi constatado que nenhum dos participantes experimentou efeitos adversos e que tanto as células do tipo CD4 (células de defesa que são alvos do vírus HIV) e a carga viral mantiveram-se estabilizadas.
  8. Ajuda a combater a Cândida – Estudos em animais revelam que a Spirulina tem atividade antimicrobiana, especialmente contra a Cândida (um tipo de levedura),
    A Spirulina estimula o crescimento da flora intestinal, e estas bactérias benéficas para o organismo ajudam a conter o desenvolvimento da população de Cândida. Além do mais, por conta do fortalecimento do sistema imune, a Spirulina também ajuda o corpo a suprimir essa infecção fúngica.
  9. Ajuda a aliviar rinite – A rinite alérgica é doença caraterizada pela inflamação da mucosa nasal. Ela pode ser impulsionada por alérgenos existentes no ambiente, como o pólen, os pelos de animais, etc. Em uma pesquisa feita com 127 pessoas com rinite alérgica, foi constatado que a ingestão diária de 2 g de Spirulina ajudou a reduzir de maneira significativa os seguintes sintomas: espirros, pruridos corrimento e congestão nasal.
  10. Ajuda a desintoxicar o organismo – Como último exemplo dos benefícios da Spirulina, temos a sua capacidade de ajudar o organismo a se livra de substâncias  potencialmente tóxicas. Ela apresenta uma combinação única de fitonutrientes, como a ficocianina, que podem ajudar a limpar nossos corpos.

VALINA

Um dos aminoácidos que não são produzidos naturalmente pelo nosso corpo e devem ser obtidos através da dieta, a valina tem papel fundamental na formação dos músculos e no metabolismo do sistema nervoso. Ou seja, além de importante para a saúde, a valina também ajuda a acelerar os ganhos na academia, melhorando a recuperação no pós treino e estimulando a hipertrofia.

Como não é sintetizada pelo próprio organismo, a valina é conhecida como aminoácido essencial, o que significa que não pode faltar em nossa alimentação diária. Ainda, em conjunto com a leucina e a isoleucina, a valina é um dos três aminoácidos de cadeia ramificada, ou BCAAs.

Para que serve a Valina? 

Ao lado da leucina e isoleucina, a valina compõe cerca de 70% das proteínas musculares em nosso corpo. Por esse motivo, ela é indispensável para o metabolismo e o crescimento da musculatura, além de também atuar na manutenção dos níveis de nitrogênio no corpo. A valina ainda auxilia no combate ao estresse, na ativação do sistema
imunológico e contribui para o tratamento de complicações da vesícula biliar e do fígado.

Quem se exercita regularmente e com uma certa intensidade tem uma necessidade maior de valina, uma vez que o aminoácido é essencial para regenerar as fibras musculares que sofreram microlesões durante os treinos. A valina é ainda mais importante para os praticantes de musculação porque ,sempre em conjunto com os demais BCAAs, fornece energia para as células durante a contração muscular e na recuperação pós-treino. Isso significa que ao utilizar a valina e os demais aminoácidos de cadeia ramificada, você não só estará “economizando” seus estoques de glicose como também estará diminuindo a incidência de catabolismo muscular. Ou seja: a valina impede que seus próprios músculos sejam utilizados durante e após os exercícios como fonte de combustível para o corpo.

Outros benefícios

Não é à toa que a valina é considerada um aminoácido essencial: da formação de novas células musculares ao fortalecimento do sistema imunológico, o nutriente desempenha uma série de funções importantes em nosso corpo. Além de estimular a formação e reconstrução da massa magra, inibir o catabolismo e promover a hipertrofia, a Valina também serve para:

  1. Combater a insônia e o estresse: A valina desempenha um papel de destaque no sistema nervoso, ajudando a controlar o estresse e o nervosismo, melhorando a
    concentração e o foco. Como resultado, o aminoácido pode auxiliar na luta contra a falta de sono causada por altos níveis de ansiedade e estresse;
  2. Controlar o apetite: Pelo mesmo mecanismo de atuação no sistema nervoso, a valina ajuda a acalmar a mente e diminuir a vontade de comer, sendo uma aliada
    de quem está tentando emagrecer;
  3. Fortalecer o sistema imunológico: A valina regula o sistema imunológico, melhorando a resposta das células de defesa nos casos de traumas, cirurgias, infecções e febre;
  4. Manter as taxas de açúcar no sangue: Esse benefício pode ser particularmente interessante para quem está preocupado em perder peso, pois uma melhor regulação dos níveis de glicose pode significar mais facilidade em controlar o apetite;
  5. Melhorar a resistência física: O uso dos BCAAs aumenta o aporte de energia para os músculos, que podem trabalhar por mais tempo antes da chegada da fadiga.

LEUCINA

A leucina, também chamada de l-leucina, é um aminoácido essencial, o que quer dizer que o corpo não é capaz de produzi-lo, e que, portanto, ele deve ser ingerido através da dieta. A leucina pode ser ingerida através de carne, laticínios, ovos, soja e feijões, além de em forma de suplementos. Seus benefícios incluem manutenção do peso e de massa  muscular magra, além de controle de colesterol.

Para que serve a leucina?

A leucina é o aminoácido mais abundante entre os aminoácidos de cadeia ramificada (os outros dois são a isoleucina e a valina). Esse tipo de aminoácido faz parte da composição dos músculos e é o único tipo de aminoácido que pode ser usado como energia pelos músculos, fazendo com que os níveis de aminoácidos de cadeia ramificada diminuam tanto no sangue quanto nos músculos após os exercícios. Dentre os três aminoácidos de cadeia ramificada – leucina, isoleucina e valina – a leucina é a mais eficaz na manutenção de massa muscular porque é convertida em glicose mais rapidamente que os outros dois. Portanto, não é de se surpreender que o suplemento de leucina seja um dos mais populares entre fisiculturistas. A leucina também ajuda a promover a saúde dos ossos, pele e músculos após traumas, e é recomendada a pessoas durante a recuperação de cirurgias.

Manutenção Muscular

Como outros aminoácidos essenciais, a leucina ajuda a manter massa muscular. Por isso, é muito usada em forma de suplementos por fisiculturistas e atletas. Um estudo no Journal of Physiology descobriu que a leucina inibia a quebra de proteínas em ratos velhos. Outro estudo na mesma publicação discute a pesquisa explicando que a ingestão de proteínas de alta qualidade durante o envelhecimento é importante.

Perda de peso

Em um estudo com animais publicado em 2009 na Medicine and Science in Sports and Exercise, ratos que haviam recebido uma dieta rica em gorduras por 15 semanas foram divididos em dois grupos de exercícios: um que recebia suplementos de leucina e o outro apenas fazia os exercícios. O grupo que recebia o suplemento de leucina teve mais resultados na perda de peso do que o grupo que apenas fez exercícios.

Níveis de Colesterol

Durante o estudo sobre perda de peso nos ratos, os animais que receberam leucina também tiveram um aumento nos níveis de colesterol HDL, o colesterol bom. Em uma pesquisa anterior, publicada em 2007, que investigou os efeitos da leucina nos níveis de colesterol de ratos, os pesquisadores notaram que a leucina não tinha efeitos significantes em ratos que consumiam uma dieta normal, apenas no grupo que recebia uma dieta rica em gorduras. O consumo de leucina causou uma diminuição de 32% de ganho de peso e 25% de gordura corporal, além de melhora na sensibilidade à insulina e prevenção de hiperglicemia (níveis altos de açúcar no sangue).

ISOLEUCINA

Um dos nove aminoácidos que não são produzidos pelo corpo e devem portanto ser obtidos através da dieta, a isoleucina é essencial para diversas funções no organismo, dentre elas a produção de energia e o controle das taxas de açúcar no sangue. Saiba mais sobre o que é este aminoácido, para que serve e algumas dicas de alimentos ricos em isoleucina para você incluir na sua alimentação para ganho de massa muscular ou para manter a saúde em dia.

O que é a isoleucina?

Ao lado da leucina e da valina, a isoleucina faz parte do grupo de aminoácidos conhecidos como BCAAs, ou aminoácidos de cadeia ramificada. Não tão potente quanto a leucina, mas ainda mais poderosa que a valina para induzir a síntese de proteína muscular, a isoleucina aumenta a captação e a utilização de glicose pelas células durante o exercício. Ao lado da treonina, metionina, leucina, valina, fenilalanina, lisina e do triptofano, a isoleucina é considerada um aminoácido essencial, uma vez que não pode ser sintetizada pelo nosso organismo.

Para que serve?

As principais funções da isoleucina são atuar no metabolismo energético e promover a recuperação muscular após os exercícios. Ainda em conjunto com a leucina e a valina, a isoleucina serve como uma precursora da glutamina e da alanina, dois aminoácidos que também são utilizados para o fornecimento de energia durante os exercícios intensos de musculação.

Outras funções da isoleucina:

  • Aumentar a produção de hemoglobina;
  • Bloquear a eliminação de vitamina B3 (niacina) pelo rim.

Benefícios

A isoleucina é um nutriente fundamental para quem tem o objetivo de aumentar a massa muscular, mas esse não é o único benefício desse aminoácido de cadeia ramificada. Confira os principais benefícios da isoleucina:

  1. Produção de energia – Um dos principais benefícios da isoleucina é a sua atuação no metabolismo energético. Nosso corpo quebra o aminoácido em uma molécula conhecida como acetilcoenzima A (Acetil CoA), que é exatamente a mesma molécula que também produzimos ao quebrar o açúcar proveniente dos carboidratos. Após a formação da Acetil CoA, esta é queimada para gerar uma grande quantidade de energia, dióxido de carbono e oxigênio. Isso significa que a isoleucina pode servir como “combustível” para as células quando há um baixo consumo de carboidratos através da dieta.
  2. Queima de gordura – Estudos sugerem que os aminoácidos de cadeia ramificada estimulam a utilização da gordura como fonte de energia para o metabolismo. Ainda que esse efeito se deva em grande parte à leucina, uma pesquisa recente desenvolvida no Japão indica que a isoleucina pode apresentar atuação semelhante. Animais de laboratório que haviam sido previamente induzidos ao ganho de peso começaram a apresentar uma redução nos níveis de gordura tão logo começaram a ingerir uma dieta com isoleucina. Pesquisadores também notaram que os animais apresentavam menos ácidos graxos nos rins e nos músculos, um resultado que está relacionado ao aumento do metabolismo que o aminoácido promove.
  3. Síntese de proteínas – A isoleucina por si só não estimula a síntese de proteínas, mas é um dos aminoácidos indispensáveis para a formação do tecido muscular em todas as fases da vida. Isso porque a isoleucina é um dos “blocos” que formam as proteínas, e estas por sua vez unem-se para dar origem à massa magra que tanto desejamos. Essas proteínas também são utilizadas para síntese de hormônios e anticorpos vitais para a defesa do organismo contra agentes externos.
  4. Formação de glicose e corpos cetônicos – O corpo também utiliza a isoleucina para obter duas outras moléculas: a glicose e os corpos cetônicos. Embora seja habitualmente obtida a partir do metabolismo dos carboidratos, a glicose também pode ser formada a partir de alguns aminoácidos – entre eles a isoleucina.

PSYLLIUM

O nome pode soar estranho para alguns, mas, antes de achar que se trata de mais alguma novidade suplementar, saiba que, principalmente para pessoas que sofrem com prisão de ventre, hemorroidas, diarreia, doença de Crohn, entre outras. O Psyllium vem da casca das sementes de uma planta chamada Plantago ovata. Essa fibra natural possui uma alta capacidade de absorção de água e a capacidade de aumentar até 20 vezes de tamanho, quando em contato com líquidos. Esse “dom” do Psyllium é uma excelente notícia para quem busca uma opção saudável para o emagrecimento ou ajuda no combate e prevenção de uma série de doenças. Conheça agora todos os benefícios.

Benefícios do Psyllium

  1. Melhora o trânsito intestinal – O Psyllium é reconhecidamente uma fibra natural, e essa fama não é à toa. Em 100 gramas do produto, 80 delas são apenas fibras. Isso significa que, quando ingerida, essa fibra natural ajuda no bom funcionamento intestinal, tendo em vista que, quando em contato com água, forma uma espécie de pasta, que limpa as paredes do instestino, ajudando a eliminar as toxinas e impurezas pelas fezes. Por esse motivo, é muito utilizado como para ajudar no tratamento de
    constipações, hemorroidas, colite ulcerativa, fissuras anais e doença de Crohn. Ele pode ser útil em casos de diarreia também, pois, apesar de ser um laxante natural,
    promove toda essa faxina, sem causar dessaranjos intestinais.
  2. Emagrece – Essa capacidade de “varrer” as toxinas e impurezas do organismo fazem do Psyllium um ótimo aliado da perda de peso. Quando em contato com água, a fibra natural aumenta de tamanho, formando um “bolo” que limpa o intestino, inclusive aprisionando compostos indesejados, como certos tipos de acúcares, carboidratos e colesterol, e provocando a correta eliminação deles. Vale lembrar que o Psyllium não elimina a gordura corporal, ele ajuda a reduzir a gordura dos alimentos. Além de tudo isso, a ala quantidade de fibras promovem a sensação de saciedade, retardando o tempo que a pessoa volta a sentir fome.
  3. Reduz a pressão arterial – Como é capaz de eliminar impurezas do organismo, o Psyllium pode ser útil para promover a boa saúde das paredes sanguíneas, que livres de excesso, funcionam melhor. Um estudo publicado na revista Clinical and Experimental Hypertension comprovou essa qualidade do Psyllium. Os participantes hipertensos que consumiram regularmente a fibra natural tiveram redução da pressão arterial.
  4. Ajuda no controle da diabetes – A entrada do Psyllium no organismo faz com que a velocidade de absorção dos carboidratos seja menor, diminuindo assim a sobrecarga do pâncreas, na produção de insulina, hormônio responsável por controlar o nível de açúcar no sangue. Por isso essa fibra pode ser bem útil no controle dos níveis de glicemia.
  5. Reduz o colesterol – O Psyllium também pode ajudar no controle do colesterol, reduzindo o colesterol ruim – LDL, tendo em vista que promove uma melhor absorção de
    nutrientes e a correta eliminação das impurezas do organismo, como as gorduras ruins.

Portanto resumindo os beneficios do Psyllium são:

  1. Melhora o trânsito intestinal
  2. Emagrece
  3. Reduz a pressão arterial
  4. Ajuda no controle da diabetes
  5. Reduz o colesterol

CAFEÍNA

De uma maneira geral, a cafeína é uma substância já conhecida por ser estimulante. Diversos estudos apontam para a melhora da função cerebral com doses adequadas de cafeína. Porém, nos últimos tempos a ciência da nutrição vem estudando os efeitos da cafeína sobre o emagrecimento. Altimari (2006) já havia realizado um estudo que mostrava que a cafeína era um potencializador de performance em exercícios anaeróbicos. O mesmo autor, em 2003 realizou um estudo que comprovava que a cafeína potencializava a performance em exercícios de média e longa duração (ciclismo). Desta maneira, a ciência já produziu uma centena de estudos que mostram o potente efeito que a cafeína tem sobre a performance. Sua ação estimulante nosistema nervosos central não é apenas útil para fins cognitivos ou produtivos, mas também de performance.

Muitos dos suplementos pré-treino tem na cafeína sua principal substância. isso explica os efeitos de aumento de performance que estes causam. Mas como nem tudo são flores, a utilização de doses inadequadas de cafeína por não apenas reduzir o desempenho, como causar em longo prazo doenças como a úlcera. Por isso, se o seu objetivo é melhorar a sua performance através do uso de cafeína, saiba que precisa do acompanhamento de um bom nutricionista.

Já na aplicação da cafeína para o emagrecimento, temos alguns estudos mais recentes, pois não fazem muitos anos que os estudiosos vem se atentando para o fato dela produzir e potencializar a eliminação de gordura. Em um estudo realizado por Nogueira (2011) foram avaliados os efeitos da suplementação de cafeína sobre o processo de emagrecimento.

A Cafeína É muito mais do que apenas um estimulante ou termogênico, a cafeína tem um efeito que acentua o processo de emagrecimento. Em sua ação no organismo, a cafeína auxilia no processo de retirada das moléculas de gordura das células, fazendo com que estas sejam jogadas na corrente sanguínea. Desta forma, se a utilização de cafeína vier acompanhada de prática de atividade física, o corpo irá usar tais moléculas como fonte energética, expelindo pela urina e pela respiração os subprodutos lipídicos. Ou seja, além de aumentar as taxas basais, a cafeína ainda irá auxiliar no complexo processo de retirada das moléculas de gordura das células. Desta maneira, será muito mais fácil de eliminar gordura.

COMO DEVO USAR?

Consumir diariamente 02 capsulas pela manhã e 02 capsulas a noite, preferencialmente antes das refeições.

QUAIS AS ADVERTÊNCIAS?

Esse produto não deverá ser consumido por gestantes, lactantes e crianças. Produto destinado a pessoas adultas. Consumir esse produto conforme recomendação diária. Conservar em local fresco e arejado em temperatura ambiente. Após aberto, consumir em até 60 dias.

QUAL O RENDIMENTO MÉDIO?

Frasco com 60 cápsulas para 15 dias.


Veja também:

“Comportamento sadio é uma busca de vários fatores de equilíbrio”

Informação adicional

Peso0.03 kg
Dimensões9.5 × 5 × 5 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.


Seja o primeiro a avaliar “Ecco’s Nano Contour Slim – 2000mg”

Você também pode gostar de…

You've just added this product to the cart:

{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}